Mitos do branding: A marca é apenas um logótipo e outros equívocos comuns

Experimenta 7 dias Grátis Promoção válida para novos clientes. Após 7 dias será cobrado valor integral. Cancele quando quiser.

Sinopse

DISPONÍVEL EM PORTUGUÊS EUROPEU (PT-EU)

Não são poucos os mitos que cercam a área do branding, conhecida pela construção e pela gestão de marcas. Há quem considera que um nome, um logótipo e uma campanha de marketing já dão conta do trabalho. Ideias como “em certas categorias, a marca não importa”, ou que “os clientes procuram uma relação mais pessoal com as marcas” estabeleceram-se como a norma. Porém, Simon Bailey e Andy Milligan desvendam porque é que essas e outras premissas, na verdade, não são bem assim.

O branding envolve desde o CEO até ao funcionário da linha de frente no atendimento ao consumidor. E há muito mais por trás do “o cliente tem sempre razão” do que reza a história. A ciência da construção de marcas não é nenhum tipo de conspiração para ludibriar o consumidor. Com este pensamento, Simon e Andy analisam vinte mitos para desmistificar a arte e a ciência do branding.

Capítulos

  • Mito 17 - Criar nomes de marcas é fácil

    Duração: 19min
  • Mito 18 - As marcas são apenas bens de consumo

    Duração: 39min
  • Mito 19 - As marcas têm a ver apenas com o que acontece do lado de fora

    Duração: 19min
  • Mito 20 - Não existe lealdade à marca

    Duração: 20min
  • Conclusão

    Duração: 12min
Página 2 de 2