Café Brasil Podcast

Sinopse

Programa Café Brasil, que trata de comportamento, cidadania, política e cultura brasileiras, misturando o melhor da Música Popular Brasileira com reflexões do apresentador, o escritor e palestrante Luciano Pires. Eleito em 2008 e 2009 como o Melhor Podcast de Entretenimento e Variedades no Prêmio Podcast Brasil

Episódios

  • Cafezinho 354 – Abaixo de zero

    Cafezinho 354 – Abaixo de zero

    25/01/2021 Duração: 06min

    Em maio de 1996, dezenas de alpinistas foram surpreendidos por uma violenta tempestade enquanto retornavam do cume do monte Everest. Um patologista norte-americano chamado Beck Weathers, viveu uma experiência inacreditável. Praticamente cego, a 8.200 metros de altitude, de noite, em meio a uma tempestade, ele se desprendeu do grupo e vagou pela montanha até cair na neve, congelando. A morte por congelamento é chamada de “morte suave”, a pessoa vai apagando aos poucos, lentamente, como uma vela. Quando tudo parecia perdido, Beck teve um lampejo de vida, levantou e continuou a caminhar, com um braço congelado, delirando, sem ter ideia de para onde estava indo. Chegou próximo a um acampamento onde foi visto por um alpinista e levado para dentro de uma barraca. Milagrosamente Beck sobreviveu até ser resgatado por um helicóptero. Perdeu dedos das mãos e dos pés e até o nariz. Mas sobreviveu. Ao ser perguntado sobre que força fez com que ele, mesmo virtualmente morto, levantasse para a salvação, Beck respondeu: -

  • Cafezinho 353 – Confie desconfiando

    Cafezinho 353 – Confie desconfiando

    22/01/2021 Duração: 03min

    Sempre me fascina a capacidade que algumas pessoas têm de tratar sua visão do mundo como a única correta, com uma confiança que chega a ser comovente. Vira fé. E não adianta você trazer fatos, a pessoa simplesmente não ouve nem enxerga o que está sendo dito ou mostrado. Ela tem excesso de confiança nas próprias habilidades, excesso de confiança em que suas ideias e opiniões são as corretas, excesso de confiança de que é superior aos outros. Afinal, ela está certa, não é? Ter confiança nas coisas é o que nos faz seguir em frente. Não é ruim. Se eu não confiasse em minha capacidade de escrever as ideias, por exemplo, eu não me atreveria a fazê-lo. O problema não é a confiança, mas é o excesso dela. Olha, depois que eu me curei da juventude, aprendi a confiar desconfiando. Minhas opiniões são definitivas até a página três, por uma razão muito simples: é essa certeza definitiva que guiará minhas ações. Uma sociedade repleta de gente com excesso de confiança e com acesso aos canais de distribuição de ideias, c

  • 753 - A sala dos professores

    753 - A sala dos professores

    20/01/2021 Duração: 27min

    Professor...professor...professor... houve um tempo em que o sonho de uma criança era ser professor. Mas a profissão foi perdendo o brilho com o passar dos anos, ultrapassada por atividades mais, digamos, glamorosas. Pois é. É uma pena, viu? Poucas atividades são tão nobres como a de um educador. Vamos dar um mergulho então dentro da sala dos professores, pelas mãos de um professor, pra ver o que acontece? See omnystudio.com/listener for privacy information.

  • Cafezinho 352 – O drama da esquina

    Cafezinho 352 – O drama da esquina

    18/01/2021 Duração: 05min

    Que legal a mobilização das pessoas para ajudar de alguma forma nossos irmãos no Amazonas com a questão do oxigênio. É isso que acontece quando esses dramas ganham as manchetes. E aqui vão algumas reflexões: Primeiro: a natureza do voluntariado é a escolha consciente por trabalhar sem ser pago por isso. Ser voluntário é bom porque você aprende coisas novas; porque estabelece relacionamentos fortes com gente do bem; porque desenvolve sua habilidade de comunicação; porque cria relacionamentos; porque é bom para a sociedade. E dá um senso de propósito. Segundo: se você vai ajudar uma entidade, depois de fazer a investigação habitual sobre a honestidade de propósito, faça uma investigação logística. Examine para ver se a estrutura da organização não consome a maior parte dos recursos, se existe inteligência logística para que seu esforço e dinheiro doados cheguem até quem necessita, de forma eficiente. Terceiro: não espere que o Estado se preocupe com o indivíduo. O Estado age pensando em grupos, no atacado, s

  • Cafezinho 351 – Um autoritário pra chamar de seu

    Cafezinho 351 – Um autoritário pra chamar de seu

    15/01/2021 Duração: 05min

    O mundo está ficando estranho. As pessoas perderam completamente o bom-senso e já há gente pregando autoritarismo do bem na imprensa. Fiz uma rápida pesquisa sobre o que podemos esperar de alguém autoritário: Ódio. A pedra fundamental do autoritarismo. O ódio contra quem pensa ou age diferente do que ele acha certo. Punição e crueldade. O ódio leva à necessidade de punir quem age errado. Evidentemente, o juiz do erro é ele, o autoritário. Violência. Física ou psicológica. Ameaças e amedrontamento. Autoritários precisam incutir o medo nos outros. Regras confusas. O autoritário precisa que a regra seja quebrada para se sentir poderoso... punindo. Paranoia. Autoritários agem como se estivessem sendo ameaçados todo o tempo. Tem inimigo pra todo lado. A verdade é inimiga. Para quem quer punir os outros, a verdade é uma inconveniência. Humilhação e ridicularização. Não basta controlar, vencer, dominar o alvo. É preciso envergonhá-lo. Obsessão por comando e controle. A vida do autoritário é repleta de regras, certez

  • Cafe Brasil 752 - Jam Session

    Cafe Brasil 752 - Jam Session

    13/01/2021 Duração: 26min

    Uma das coisas mais fascinantes é a demonstração de talento humano que surge em momentos inesperados, quando saímos fora do roteiro para improvisar. Tem gente que congela quando sai dos trilhos. Tem gente que improvisa brilhantemente. E tem gente que precisa do acaso, da incerteza, para liberar a criatividade. Que tipo desses é você, hein? See omnystudio.com/listener for privacy information.

  • Cafezinho 350 – Sob o domínio do medo

    Cafezinho 350 – Sob o domínio do medo

    11/01/2021 Duração: 05min

    Quando estive no Museu Aeroespacial do Smithsonian em Washington, a coisa que mais me impressionou foi a minúscula cápsula espacial do Projeto Mercury, que colocou o primeiro astronauta norte americano em órbita em 1962. Que coragem de John Glenn de entrar ali e ser lançado para o incerto, sem saber se retornaria. Impressionante. Aquela era uma época de gente que fazia acontecer, de lideranças que assumiam riscos. Aquela era uma época em que os planos eram levados a sério, de gente responsável e compromissada com a ação. Hoje vejo estruturas complexas, gente superficial e planos. Planos, planos e mais planos. Todo mundo apresentando planos com nomes pomposos e depois esperando que se transformem em ação. Como mágica. São raras as lideranças que sentam a bunda no foguete e partem para a ação. Todo mundo quer livrar o seu. Decisão? Só se for num comitê, com a responsabilidade compartilhada com muita gente. Fazer acontecer? Só depois que outros fizerem. Sabe o que que é isso? É resultado de um processo de amp

  • Cafezinho 349 – Pânico moral

    Cafezinho 349 – Pânico moral

    08/01/2021 Duração: 05min

    Mídia é “todo suporte de difusão de informação que constitui um meio intermediário de expressão capaz de transmitir mensagens.” É tentador jogar a internet no mesmo balaio, não? Mas a internet vai mais longe. Google, Facebook, Twitter e a internet em si, são novidades que ainda não compreendemos. Não são “editores” ou produtores de conteúdo, mas plataformas de conversação, não apenas para levar conteúdo de um lugar para outro, mas para conectar pessoas. E isso muda tudo. Pense neste podcast, como uma mídia social, por exemplo. Você pode comentar, compartilhar ou encaminhar, com um monte de gente lendo e comentando, fazendo um ruído imenso, tão maior quanto mais polêmico for o assunto e a troca de mensagens. Esse ruído, esse barulhão, é a sociedade conversando. E às vezes o barulho fica tão alto, que começa a incomodar. É então que surge o conceito do “pânico moral”, definido nas palavras da cientista de dados Ashley Crossman: “Pânico moral é um medo espalhado pela sociedade, geralmente um medo irracional,

  • Café Brasil 751 - A hipocrisia nossa de cada dia

    Café Brasil 751 - A hipocrisia nossa de cada dia

    06/01/2021 Duração: 27min

    Os norte-americanos têm um termo interessante: talk is cheap, que numa tradução livre quer dizer “falar é barato”. Sim, falar é a parte fácil, cara. Como é simples abrir a bocarra e soltar um absurdo qualquer, não é? O duro mesmo é falar e fazer o que se diz. Quando isso não acontece, lidamos com um conceito interessante. O da hipocrisia. Vamos nessa? See omnystudio.com/listener for privacy information.

  • Cafezinho 348 – Quem conta as histórias

    Cafezinho 348 – Quem conta as histórias

    04/01/2021 Duração: 06min

    Houve um tempo em que era no seio da família que aprendíamos por que acontecia o que acontecia. As narrativas familiares permitiam que entendêssemos como e onde nos encaixávamos dentro do mundo. E eram narrativas ricas, que misturavam fatos da realidade com histórias, tradições e lendas, não só do Brasil, como de nossos antepassados. Mas se o meu avô, meu tio, minha mãe, ao contar uma história, queriam desenvolver meu senso moral, ajudando que eu encontrasse meu lugar no mundo, quem conta as histórias hoje quer que eu compre uma sandália, um shampoo, um automóvel… ou uma ideia. Hoje as crianças encontram seu lugar baseadas nas marcas dos produtos que utilizam, no vocabulário da tribo que frequentam, no comportamento que imita celebridades vazias de conteúdo, invariavelmente ligadas à troca de algum produto por nosso dinheiro. Uma criança com oito anos de idade, tendo na bagagem umas 15 mil horas de internet, precisa de som, movimento, cores e situações extremas. Rápido! O que, convenhamos, atrai mais do que

  • Cafezinho 347 – Remédio ou veneno

    Cafezinho 347 – Remédio ou veneno

    31/12/2020 Duração: 07min

    E 2020 termina com a sociedade mobilizada politicamente, como nunca. E isso não deveria ser ruim. A política é onipresente, você pode se expressar politicamente fazendo parte de um partido ou simplesmente saindo à rua numa manifestação. Pode se envolver com questões de estado, com atividades sociais, com resolução de conflitos, com a política no ambiente de trabalho. E, é claro, votando. Ou manifestando sua opinião livremente. Política não é algo ruim, sorrateiro, do mal. Política é a cola que mantém a sociedade unida. Política é remédio. Uma sociedade interessada em política, portanto, deveria ser algo importante, sinal de maturidade social. Mas... Depois de 50 anos de incitação ao confronto político e ideológico, do nós que somos do bem, contra eles, que são do mal, surgiu o palco ideal para o conflito: as redes sociais, que despertam nossos mais primitivos instintos, como disse aquele. Nelas, feridas jamais se fecham. Pelo contrário, abrem novas. Escolhendo quem seguir e quem excluir, nos colocamos e

  • Cafe Brasil 750 - The Rocket Man

    Cafe Brasil 750 - The Rocket Man

    30/12/2020 Duração: 40min

    Então... a gente precisava terminar 2020 pra cima, não é? Que ano, meu! Então decidimos chutar o pau da barraca. Algumas obras de arte são tão perfeitas, mas tão perfeitas, que conseguem condensar em alguns minutos todo o espírito de um tempo. E tornam-se eternas. É assim com a canção Rocket Man, da excepcional dupla Elton John e Bernie Taupin, inspiradas por Ray Bradbury. Vamos embarcar nessa nave? See omnystudio.com/listener for privacy information.

  • Cafezinho 346 – O homem foguete

    Cafezinho 346 – O homem foguete

    28/12/2020 Duração: 06min

    “Ela arrumou minha mala na noite passada, antes do voo/ Na hora zero, às nove da manhã / Eu estarei bem lá no alto / Como uma pipa.” Esses são os versos iniciais de uma canção icônica, Rocket Man, de Elton John e Bernie Taupin. Lançada em 1972, a música foi baseada num conto de ficção científica do autor Ray Bradbury, que trata de um astronauta em conflito: quando está no espaço, ele quer estar em casa, e quando em casa, quer estar no espaço. Escolhi essa música para o Podcast Café Brasil que encerra 2020, por algumas razões. Primeiro porque amo a canção, e isso é o ingrediente número um para produzir um bom podcast. Depois porque nela estão presentes alguns atributos que marcaram 2020: a angústia da incerteza sobre o futuro, a sensação de impotência, o medo diante do desconhecido, a possibilidade de não voltar para casa, a saudade das pessoas que amamos, a presença inestimável da tecnologia, a consciência apavorante das limitações da ciência. Mas o que mais pega na canção de Elton John, é a situação do pa

  • Cafezinho 345 – Pedra no Lago

    Cafezinho 345 – Pedra no Lago

    25/12/2020 Duração: 08min

    Quem assina o Café Brasil, tem acesso a um grupo do Telegram, que é sensacional. Ali as pessoas exprimem suas ideias sem medo de ofensas, ataques e cancelamentos. Saem altas discussões, mas sempre com educação. E o mais interessante é que os usuários mais constantes acabam construindo laços de amizade. Nunca se viram, mas são amigos. Poucos dias atrás fui surpreendido por um grupo de 17 participantes que se reuniram para escrever um livro que me entregaram de surpresa. O nome é Pedra No Lago, e nas 117 páginas descreve como cada um deles me conheceu e de que forma o meu trabalho impactou suas vidas. É uma obra única, um esforço de três meses, quando cada um se dedicou a praticar a gratidão. Para mim. Não sei explicar o que senti conforme fui virando as páginas do livro... Aliás, esse momento está registrado em bit.ly/pedralago Um dos textos, do Alisson, diz assim: “Tenho comigo o que José Mauro de Vasconcelos chamou para seu personagem Zezé, de ‘o passarinho que canta pra dentro’. E é este passarinho que o

  • Cafe Brasil 749 - Mais atrai mais

    Cafe Brasil 749 - Mais atrai mais

    23/12/2020 Duração: 31min

    Construímos sistemas cada vez mais complexos, desenhados para simplificar nossas vidas, mas que na verdade complicam. Nosso cérebro não se desenvolve na velocidade da tecnologia. É preciso simplificar. See omnystudio.com/listener for privacy information.

  • Cafezinho 344 – Quando um não quer

    Cafezinho 344 – Quando um não quer

    21/12/2020 Duração: 05min

    Fiz um post reproduzindo um artigo que trata das mentiras da imprensa e dizendo: “Vá vendo aí como fazem você de trouxa.” E uma leitora respondeu: “E o que te faz acreditar que você está imune?” Uma coisa que me deixa particularmente irritado é quando as pessoas comentam dizendo “você disse isso”. A frase certa é “eu entendi que você disse isso”. Você notou a diferença? Você reconhece a possibilidade de ter entendido errado. Minha primeira reação foi responder com uma típica patada facebooqueana tipo: “Onde foi que eu escrevi que eu sou imune? Você precisa aprender a interpretar textos.” Esse tipo de resposta eu sei que reação traria. Preferi deixar a questão descansar um pouco para responder de forma mais positiva, assim, ó: “Nada. Eu sou só mais um trouxa, Katharina.” Respondi com ironia, sem ataca-la, apenas me colocando na mesma posição dela e desarmando os espíritos. Ela respondeu assim: “É como me sinto. Em todos os aspectos.” Pronto. Não havia mais enfrentamento, apenas a manifestação de nossa vul

  • Cafezinho 343 – O Lobisomem

    Cafezinho 343 – O Lobisomem

    18/12/2020 Duração: 05min

    Revi o filme O Lobisomem, de 1941. Na hora que o homem vira monstro, a transformação é grotesca, aquele monte de pelos aparecendo e os dentões... Eu lembrei do terror que senti quando assisti esse filme ainda criança. Pois depois que eu cresci, conheci um monte de lobisomens. Gente que é normalzinha, legalzinha, até receber uma promoção e virar lobisomem. Quando é homem, lentamente os testículos sobem para o cérebro e o sujeito se sente poderoso.  Quando é mulher, eu não sei bem o que sobe, mas que sobe, sobe... o indivíduo ganha status, passa a se sentir mais do que as pessoas com as quais convivia, e não sabe lidar com isso. E aí vira lobisomem, fazendo vítimas. Quantas empresas estão preocupadas em dar a seus colaboradores uma base sólida para que as decisões sejam tomadas usando o melhor julgamento possível, hein? E nós? Como estamos nos preparando para refinar nossa capacidade de julgamento e tomada de decisão? O que tenho visto são programas de treinamento voltados para a eficiência operacional, para

  • Cafe Brasil 748 - Paciencia

    Cafe Brasil 748 - Paciencia

    16/12/2020 Duração: 27min

    Quando você estiver numa situação que gere impaciência, primeiro reconheça que você está impaciente, e não que você é impaciente. Estar é uma situação que pode ser mudada. Depois examine o contexto. See omnystudio.com/listener for privacy information.

  • Cafezinho 342- Tornando o reprovável aceitável

    Cafezinho 342- Tornando o reprovável aceitável

    14/12/2020 Duração: 05min

     “Todas as pessoas são capazes de construir ideologias morais para justificar seus comportamentos, e geralmente tendem a convencer a si e aos outros de seus princípios conforme lhes convêm.”Essa frase é de Albert Bandura, psicólogo e pedagogo autor do livro Desengajamento Moral, que deveria ser obrigatório em todas as escolas. No processo de justificativa moral, tentamos fazer com que a conduta prejudicial aos outros seja apresentada como algo valioso para propósitos morais e sociais. E assim, o que seria reprovável passa a ser aceitável. Uma das ferramentas do processo de desengajamento moral é a linguagem eufemística, que troca termos ou expressões que possam ofender alguém, por outros mais suaves. Caixa dois vira “recursos não contabilizados”…  ditadura vira “democracia social”… censura à imprensa vira “controle social da mídia”… Privatização é chamada de “desestatização”. Quarentena vira lockdown. Cada eufemismo permite um alívio moral. Sabe qual é o problema? As pessoas se comportam de forma muito mai

  • Cafezinho 341- O hiato da aspiração

    Cafezinho 341- O hiato da aspiração

    11/12/2020 Duração: 04min

    O abismo existente entre o que você quer ser e o que você realmente é, chama-se hiato da aspiração. A aspiração dos chineses, indianos e coreanos provavelmente é conquistar o mundo, exatamente como queriam os brasileiros de sessenta anos atrás. Mas qual será a expectativa, a aspiração média dos brasileiros de 2020, hein? Talvez ter um dinheirinho pra comprar um carrinho chinês, que é mais baratinho? É? Essa é a aspiração de quem vive na média, acostumado com o que é meio-bom, meio-suficiente, meio-competente, meio-confortável, meio-saudável. De quem não percebe que meio-bom também é meio-ruim. Meio-honesto é meio-desonesto. Meio-competente é meio-incompetente. Com qual metade você fica, hein? Voltando ao nosso hiato da aspiração: qual é o país que você aspira? Que distância ele está do país que você tem hoje, hein? O que é preciso para chegar lá? Onde você se encaixa nessa missão? Você tem o perfil para fazer parte dos que ajudarão os brasileiros a chegar lá? Reconhece que para isso tem de ser mais engajado

Página 1 de 56

Informações: